domingo, 31 de janeiro de 2010

Mais sobre nosso Mestre Zinho

Quero compartilhar com vocês alguns momentos interessantes que eu e o Galton Sé passamos ao lado do Mestre Zinho durante a gravação do filme Por Amor ao Forró.

No Festival de Itaúnas de 2008, ele esperava para subir ao palco e as meninas do Trio Dona Flor chegaram ao camarim depois da apresentação delas. Zinho elogiou as meninas e começou a dar dicas preciosas, com a verdadeira sabedoria de um mestre. Filmamos a linda cena: Zinho numa cadeira, parecendo um vovô que conta histórias aos netinhos, e as meninas sentadas no chão com os olhos brilhando ao ouvir toda aquela experiência. Não colocamos isso no vídeo porque não dava para escutar direito...

Outra situação: Em Itaúnas, no dia em que fomos entrevistá-lo, ele estava indisposto, cansado, tinha sofrido um enfarte 30 dias antes, ia fazer um show na mesma noite, mas foi simpático e nos atendeu. Da gostosa conversa tiramos partes que entraram no filme. Agora destaco aqui os trechos mais emocionantes do que ele nos disse:
Pergunta: Por que o senhor acha que é tão idolatrado pela juventude forrozeira?
Zinho: Não, não sei o que eles acham de mais, não tem anda de mais. Portanto, Seu Luiz me falava, me falou antes dele morrer...você é o maior cantor vivo depois de mim dessa cambada todo que tá aí, Lindu morreu e você é o maior cantador vivo depois de mim. Claro que eu nunca ia chegar aos pés de Seu Luiz, então,eu tô naquela, eu tô fazendo o meu trabalho. Não que eles acham que Zinho é isso, Zinho é aquilo. Tem muitos que tão por aí cantando que têm muito valor. Eu acho que eu sou um operário do forró, eu faço a coisa do jeito que o rei mandou, do jeito que eu sei fazer, e eles gostam, só isso.
(...)

"Eu gosto de estar no meio dessa meninada, no meio de vocês. Porque eu gosto do forró pé-de-serra, eu gosto dessa energia que eles passam pra gente. Eles dizem que sou eu que passo pra eles, mas não. É eles que passam pra mim. Eu fico contente, eu vivo isso aqui. Eu tava no Nordeste fazendo Sâo João e dizendo tô doido pra ir pra Itaúnas, pra ir pro Sudeste porque eu tô morrendo de saudades, porque eu não me acostumo com isso mais não. Lá é bom o dinheiro. Aqui é bom a musicalidade, aqui é bom a energia, aqui é bom você estar no meio dessa meninada, sendo paparicado por eles, sendo endeusado por eles. Isso é ótimo e pronto. Eu tô com 63 anos, a cabeça com energia, a cabeça jovem. Eu não sou antiquado. Sou uma pessoa com mentalidade jovem, mas com 63 anos. Conheço muita gente com a minha idade já jogando dominó, jogando baralhinho pra passar o tempo. Eu não, vivo minha vida, eu componho, eu viajo muito, eu vejo muita gente, sou beijado por todos. Como é que eu vou ficar velho?

(...)
"Quando eu subo no palco eu me transformo, eu sei que eu me transformo. Quando eu subo eu não sou a mesma pessoa. Alguma coisa acontece, fico cego num vejo ninguém e vejo todo mundo. Mas pode ter certeza que alguma coisa acontece no palco comigo quando eu subo.

(...)
"Forró é minha vida. O forró é minha mulher, é o meu maior amor. Acho que se parasse de cantar agora e continuasse vivo, eu preferia morrer. Se eu ficasse vivo como eu estou vivo, mas impedido de cantar forró, eu acho que - eu não ia tentar me suicidar não -, mas eu preferia morrer do que ver passar o tempo sem poder cantar. Então, pra mim o forró é tudo. Eu não tenho o forró como uma distração, eu num tenho forró como um interesse, por interesse, por dinheiro, ah porque o forró me traz felicidade, em termo de financeiro. O forró mulheriu, eu não gosto disso, pra mim isso é segundo plano. Eu tenho o forró no coração, na alma. E canto forró porque eu amo o forró, mastigo, bebo forró. Tanto mastigo como bebo. Pra mim ele é tudo na vida. Tudo na vida. Quando eu subo no palco, pra mim eu num admito um erro sequer. E quando um dos músicos erra e quando eu erro, eu não me perdoo. Porque está faltando alguma coisa, às vezes a gente esquece as letras, mas o forró pra mim é isso, é tudo. É a minha vida, vida minha e por toda vida vai ser desse jeito."
(E ele abriu um doce e sincero sorriso no final)

Agora comente este post deixando uma história ou uma lembrança que você tenha do Mestre que nos deixou neste domingo, dia 31...

Pra mim, ele será sempre um exemplo de superação e de otimismo. Que ele vá com Deus e faça muito forró lá no céu ao lado dos outros que o precederam.

4 comentários:

Priscila disse...

Zinho para sempre MESTRE .
é indescritível a falta que o Mestre vai fazer a todos nós. Esse ano Itaúnas no FENFIT vai ser um festival como sempre alegre...mas pra sempre faltará alguma coisa. Zinho estará conosco em nossa lembrança e nossos corações e agora depende de nós fãs e músicos que o idolatravam levantar mais alto a bandeira que Zinho levou a vida inteira. A Bandeira do FORRÓ PÉ DE SERRA.

Priscila Bispo - disse...

o repertório do paraíso a partir de agora vai ser forró!

Dj Clebinho / Niterói-RJ disse...

Forão tantos os momentos vivido ao som e presença do Mestre Zinho, mais o + marcante para mim foi quando fiz a 1ª edição do "EM BUSCA DO FORRÓ PERFEITO" em 2004 a inaguração do evento, foi com a presença ilustre do Mestre tocando um repertório para ninguem ficar parado, salão muito bombado, casais dançando para todos os lados,nesse momento que olhei para o salão tive aquela sensação de felicidade de dever cumprido que tudo havia dado certo como planejado.

fizemos também uma linda homenagem com um camarim do jeito que ele merecia com alguns vinís dele para o próprio Mestre autografálos, me argulho de dizer que fui o primeiro produtor de forró a trazer Mestre Zinho para se aprasentar em Niterói-RJ.

Zinho, Suas Musicas e sua história serão sempre lembrada eternamente pelo público forrozeiro, sua estrela agora brilha no Céu que estará permanente em festa com sua chegada. Saudades Eterna!!!

Forrozia disse...

Bem... Eu tive a oprtunidade de ter no camping q estava o mestre zinho o chiquinho e a galera do eu tu ela tocando juntos.... Zinho chegou perguntando do filho dele e acabou ficando a tarde toda.... Foi o melhor reveillon de todos is tempos...... Tenho algumas fotos aki q nao tiro do plastico..... Ele realmente canta encantando tudo e a todos que o ceram.... Digi isso no presente, pois sinto ainda em meus ouvidos, a forte e marcante voz q ainda embala muitos e muitas por ai..... Q Deus tenha reservado um lindo lugar pra ele e todos q foram antes dele mais q tbm sao historia e inspiracao pra nos forrozeiro..... Obrigado.....