domingo, 31 de janeiro de 2010

Hoje tem forró no céu, Mestre Zinho chegou lá

Ainda meio trêmula e sem acreditar, passo a vocês a notícia que recebi há pouco da amiga Tannetti: no fim da tarde deste domingo (31), nosso querido Mestre Zinho foi fazer forró ao lado de Luiz Gonzaga, Marinês, Lindú e Jackson do Pandeiro. Ele, que lutava contra várias doenças, dificuldades e sequelas de um acidente, dessa vez não resistiu às ações de um nódulo que crescia no pescoço e se foi.

Abaixo, a notícia publicada pelo site Gazetaweb sobre a morte do Mestre. Em seguida, coloco um resumo que fiz da trajetória dele (não copiei a do site de notícias porque achei confusa).

Sugiro a todos que vivem no Rio que façam uma forcinha para ir à despedida do Zinho e dar um abraço na família. Quem não puder ir, faça uma oração pela alma daquele que emocionou a tanta gente em seus 65 anos de vida (o site colocou a idade dele errada, acredito).

Vá em paz, Mestre!

Morre no Rio o alagoano Zinho, mestre do forró

Cantor se recuperava de tratamento de câncer em hospital desde o último dia 22; o sepultamento será na capital carioca

Gazetaweb

Erivan Alves de Almeida, 63 anos, alagoano que ficou conhecido no Brasil inteiro como Zinho, o mestre do forró, faleceu por volta das 17h deste domingo no Hospital Mário Kröeff, no bairro da Penha, cidade do Rio de Janeiro. O cantor e compositor, nascido em Rio Largo, recuperava-se do tratamento de um câncer de próstata e havia sido surpreeendido pelo crescimento de um nódulo pescoço. Em virtude disso, o músico estava internado desde o último dia 22.O sepultamento será no Rio de Janeiro. O local e o horário ainda será definido.

"Ele já tinha outra família constituída aqui no Rio de Janeiro e não achamos justo tirá-lo daqui para sepultar em Maceió. Ainda estamos decidindo onde será sepultado, pois a médica ainda não liberou o corpo para o velório"- explica Márcio Roberto de Almeida, o segundo, dos cinco filhos, do primeiro casamento do cantor.

De acordo com Margô Casas, esposa de Zinho, o cantor estava se alimentando com sonda, respirando com a ajuda de aparelhos e passava a maior parte do tempo sedado. O filho do cantor, Márcio Roberto, disse por telefone que o pai não reagia a estímulos desde a sexta-feira. Neste domingo ele teve uma parada cardíaca.

--

Quem foi Mestre Zinho
por Adriana Caitano

Não é à toa que Erivan Alves de Almeida levava o título de mestre. Neto de Mestre Bruno, um daqueles sanfoneiros de oito baixos que só o Nordeste sabe gerar, Zinho, como ficou conhecido já na infância, cresceu com o talento e o amor pelo forró pé-de-serra correndo nas veias. Talento que foi reconhecido pelo próprio Rei do Baião e foi aclamado por milhares de forrozeiros do País. Aos 65 anos de idade e mais de 30 de carreira, o mestre do triângulo que tinha a voz mais bonita do forró partiu na tarde do dia 31 de janeiro de 2010.

Da infância em meio à pobreza e à seca, o cantor nascido em Rio Largo, Alagoas, guardou a força nordestina e as influências dos antigos trovadores, que marcam sua voz. O timbre doce, balanceado e ao mesmo tempo alegre, grave e forte, chamou a atenção até mesmo de ninguém menos que Luiz Gonzaga. Zinho contava que, quando estava à beira da morte, no hospital, Gonzagão o chamou e disse: "Depois de mim e Lindú (vocalista do Trio Nordestino, já morto na época), você é o melhor cantor de forró vivo. Não é para você se achar não viu, carrega essa bandeira".

Obediente, Mestre Zinho, que foi vocalista do grupo Os Três do Nordeste por oito anos, seguiu direitinho o pedido do grande rei. Levantou bem alto a bandeira do forró pé-de-serra e a levou a todos os cantos por onde passou. Já em carreira solo, havia gravado o disco "Murro em ponta de faca", com a participação de Dominguinhos, Amelinha e Luiz Gonzaga, um ano antes da morte do rei. Desde então não parou mais. Nem mesmo quando sofreu um acidente de carro, em 1987, que lhe tirou parte dos movimentos de uma das mãos, um câncer de próstata em 2006, uma cirurgia cardíaca em 2008. No mesmo ano, Zinho teve uma paralisia facial e passou a se apresentar com ainda mais dificuldades. Assistir seu show assim era triste, dolorido, mas emocionante.

Durante a carreira solo, fez participações importantes, como no álbum "Fruto", de Elba Ramalho, e no projeto "Forró de cabo a rabo", promovido pelo Centro Cultural Banco do Brasil. Lançou outros discos e CDs, como "De documento na mão", "Aí o bicho pega", "Forró do apagão" e "Gelo na farinha". Em 2007, foi a vez de "Canta o que o povo gosta" e em 2008 gravou em São Paulo um álbum ao vivo.

8 comentários:

Alyne Côrtes disse...

Vai com Deus, Rei, MESTRE!
Deixará saudades!

nilson araujo disse...

Se por aqui ficamos tristes com a partida do Mestre Zinho, por outro lado não tenho dúvida de um Forró celestial à recepcioná-lo, com mestre Lua, Marinês, jackson, Lindú e tantos outros.
Tem festa no céu!

Tannetti disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tannetti disse...

O forró no céu está mais animado NOSSO MESTRE ZINHO chegou lá!!!

E agora é só SAUDADE que envade o coração...

Sua missão foi cumprida com honra, sentimento e amor.O forró pé-de-serra Te agradece SEMPRE!!!

Lual disse...

sentiremos saudades!

Damiao disse...

É UM PENA OS NOSSOS MAOIRES FORROZEIRO ESTÃO NOS DEIXANDO.E MESTRE ZINHO É UMA PROVA DISSO.QUE DEUS O TENHA EM UM BOM LUGAR NO CÉU,JUNTO COM GONZAGÃO,MARINÊS,SIVUCA,LINDÚ,JACKSONDO PANDEIRO E TANTOS OUTROS QUE JÁ SE FORAM RESTA-NOS AQUI MUITA SAUDADES DE TODOS ELES.

fabio disse...

para mim o sao joao so se destacava com zinho e a banda girassol... eternas saudades zinho......jamais te esquecerei.... fabio som lokutor de estancia sergipe.........

fabio disse...

saudaçoes a todos internautas.... sou radialista e jornalista aqui eme estancia e gostaria muito entrar em contato com a esposa do saudoso zinho para uma entrevista sobre a vida dele a margoth.... se alguem souber algum numero d econtato ficarei muito grato.... fabio som lokutor de estancia sergipe email e msn fabiosomprofissional@hotmail.com ou celular 0xx79/9985/2220 agradeço a atençao de todos!!!!!