segunda-feira, 7 de julho de 2008

Faiscada, a despedida...

Projeto Faiscada – o saudoso forró pé-de-serra de domingo à tarde se despede do Brasil

Quem é forrozeiro de plantão em Brasília lembra com saudades das tradicionais tardes de domingo do projeto Faiscada. Por questões diversas ele esteve parado e agora volta para a despedida (e comemoração do aniversário) de seu idealizador, que vai para a Austrália levar o forró para os gringos. A festa do dia 17 de agosto será inesquecível, com a presença de nomes que fizeram parte da história de um dos forrós mais lembrados da cidade.

Tudo começou em 2003, quando um rapaz amante do autêntico forró pé-de-serra resolveu comemorar seu aniversário com muito arrasta chinelo na própria casa. "A festa bombou e eu e um amigo, o Pezão, resolvemos fazer algo maior no mês seguinte, também na minha casa", conta Leo Castro, o idealizador do projeto. Aos poucos, eles conseguiram reunir jovens amigos e conhecidos que tinham uma paixão em comum. "O objetivo era resgatar a cultura nordestina no âmbito universitário, em uma época que o forró passava por uma renovação e a nova forma estava ficando na moda", lembra Leo.

De um encontro quase familiar no Park Way, o Faiscada tomou grandes proporções. Aos poucos, Leo Castro foi transformando sua casa em palco para os maiores nomes do forró fazerem a festa. Nos cinco anos de existência, o projeto já contou com as presenças ilustres de Dominguinhos, Mestre Zinho, Marinês e Trio Nordestino, além das bandas de vários estados e as de Brasília que começaram por lá e hoje seguem carreira pelo Brasil afora, como o Trio Araçá.

Porém, durante todo esse tempo, os organizadores tiveram que driblar as reclamações dos vizinhos por causa da alegria do público. A solução foi levar o projeto a outros lugares. Ele já passou pela AABB e pela Asbac e voltou para a casa do Leo. Do mesmo jeito que da primeira vez, o Faiscada de despedida comemora mais um ano de vida do amigo Leo. E que este não seja o último, apenas o primeiro dessa nova fase "cidadão do mundo" e volte em breve para suas origens...

Curiosidade: Faiscada não tem um conceito específico, mas vem de pegar fogo, porque a festa sempre está cheia. Também tem a ver com o calor de Brasília e, claro, com a animação dos forrozeiros arrastando o pé até o fim da noite, soltando faísca de tanto dançar.

Atrações garantidas no dia 17 de agosto - Faiscada, a despedida:
- Os 4 mensageiros(SP)
- Danilo (Trio Dona Zefa - SP)
- Maicon Fuzuê (Trio Araçá)
- Trio Balanceado
- DJ Edu the Point (SP)
- Discotecagem Faiscada

Atrações a serem confirmadas:
- Duani (RJ)
- Mariana Aydar (SP)
- Dió de Araújo (Trio Xamego - SP)
- Músicos da cidade

Dia 17 de Agosto - DOMINGO. 14h - 23h
Park Way – quadra 19, conjunto 3, casa 8
Haverá pontos de vendas antecipados e uma estrutura para apenas 400 pessoas.
Informações: Leo – 8405-9252

5 comentários:

Jorge Pascoal-PB disse...

O Festival foi um sucesso, mas foi uma injustiça a Banda Flor Serena estar fora dessa. Mereceu ficar e ganhar. Injustiça.

Verlando disse...

O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM A RAIZ DO NORDESTINO
FUI FELIZ DESDE MENINO APESAR DO SOL FERVENDO
TU TÁ VENDO O QUE EU TÔ VENDO? ESSE MUNDO TÁ MUDADO
POIS O TAL DO SEUS TECLADOS CHEGOU FORTE, BESTA E SÓ
CHAME ISSO DE OUTRA COISA - SÓ NÃO CHAME DE FORRÓ
LÁ NO CÉU MEU GONZAGÃO TÁ CANTANDO SEU LAMENTO
E EU AQUI FEITO UM JUMENTO ESCUTANDO OUTRA CANÇÃO
DÁ UMA DOR NO CORAÇÃO GRITA JACKSON DO PANDEIRO
COMO PODE UM BRASILEIRO CHUPAR CANA PELO NÓ
CHAME ISSO DE OUTRA COISA - SÓ NÃO CHAME DE FORRÓ
DOMINGUINHOS, PUXE O FOLE GRITA O POVO DO SERTÃO
UM XAXADO E UM BAIÃO NÃO DEIXE QUE NOS AMOLE
TEM RÁDIO QUE É MUITO MOLE SÓ TOCA CALCINHA PRETA, MEL COM TERRA E O CAPETA DOS OUVIDOS TENDO DÓ
CHAME ISSO DE OUTRA COISA - SÓ NÃO CHAME DE FORRÓ
MAS SERÁ O BENEDITO QUE A ZABUMBA FOI À LONA
O TRIÂNGULO E A SANFONA JÁ ESTÃO VIRANDO MITO
AH! MEU DEUS VOU DAR UM GRITO E COMPOR OUTRA CANÇÃO
FAZER BRIGA E CONFUSÃO COM A AJUDA DE POPÓ
CHAME ISSO DE OUTRA COISA - SÓ NÃO CHAME DE FORRÓ.

FLOR SERENA (Marcelinho Catingueiro)

Verlando disse...

O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM A RAIZ DO NORDESTINO
FUI FELIZ DESDE MENINO APESAR DO SOL FERVENDO
TU TÁ VENDO O QUE EU TÔ VENDO? ESSE MUNDO TÁ MUDADO
POIS O TAL DO SEUS TECLADOS CHEGOU FORTE, BESTA E SÓ
CHAME ISSO DE OUTRA COISA - SÓ NÃO CHAME DE FORRÓ
LÁ NO CÉU MEU GONZAGÃO TÁ CANTANDO SEU LAMENTO
E EU AQUI FEITO UM JUMENTO ESCUTANDO OUTRA CANÇÃO
DÁ UMA DOR NO CORAÇÃO GRITA JACKSON DO PANDEIRO
COMO PODE UM BRASILEIRO CHUPAR CANA PELO NÓ
CHAME ISSO DE OUTRA COISA - SÓ NÃO CHAME DE FORRÓ
DOMINGUINHOS, PUXE O FOLE GRITA O POVO DO SERTÃO
UM XAXADO E UM BAIÃO NÃO DEIXE QUE NOS AMOLE
TEM RÁDIO QUE É MUITO MOLE SÓ TOCA CALCINHA PRETA, MEL COM TERRA E O CAPETA, DOS OUVIDOS TENDO DÓ
CHAME ISSO DE OUTRA COISA - SÓ NÃO CHAME DE FORRÓ
MAS SERÁ O BENEDITO QUE A ZABUMBA FOI À LONA
O TRIÂNGULO E A SANFONA JÁ ESTÃO VIRANDO MITO
AH! MEU DEUS VOU DAR UM GRITO E COMPOR OUTRA CANÇÃO
FAZER BRIGA E CONFUSÃO COM A AJUDA DE POPÓ
CHAME ISSO DE OUTRA COISA - SÓ NÃO CHAME DE FORRÓ.

FLOR SERENA (Marcelinho Catingueiro)

Verlando disse...

Galera forrozeira em nome da Flor Serena, queria agradecer o carinho de vocês de todo o Brasil e diz que o mais importante foi conquistado - tocar no coração de vocês.

a pedidos segue o cordel que recitamos lá em Itaúnas e quem quiser nossa música é só pedir pelo email - verlandocosta@gmail.com

Saudações Gonzaguianas

Flor Serena

Anônimo disse...

Parabéns.